Libertação de líbio tem razões comerciais

O secretário da Justiça britânico, Jack Straw, admitiu que a libertação do líbio Abdelbaset al-Megrahi, condenado pelo atentado de Lockerbie, de 1988, que deixou 270 mortos, foi motivada pelo acordo de exploração de petróleo entre a companhia BP e a Líbia. Ele foi solto oficialmente por ter de um câncer de próstata em estado terminal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.