Libertadas mulheres mantidas em cativeiro no Reino Unido

A polícia de Londres informou que três mulheres, que foram mantidas contra a vontade por pelo menos 30 anos numa casa ao sul de Londres, foram libertadas.

Agência Estado

21 de novembro de 2013 | 15h17

A Polícia Metropolitana revelou nesta quinta-feira que as mulheres haviam sido resgatadas e anunciaram a prisão de duas pessoas como parte das investigações sobre escravidão e servidão doméstica, um homem de 67 anos e uma mulher, da mesma idade.

As investigações tiveram início depois de uma delas ter entrado em contato com a organização não-governamental Freedom Charity, que por sua vez contactou a polícia. As mulheres libertadas são uma malaia de 69 anos, uma irlandesa de 57 anos e uma britânica de 30 anos.

Kevin Hyland, chefe da unidade de tráfico humano da polícia londrina, disse que a polícia concluiu que as mulheres tinham certo grau de liberdade, mas eram mantidas a pelo menos 30 anos.

As investigações tiveram início em outubro, quando a organização entrou em contato com a polícia. "As três mulheres, que estão muito traumatizadas, foram levadas para um lugar seguro, onde permanecerão", disse a polícia em comunicado, acrescentando que uma investigação sobre acusações "muito graves" já está em curso.

Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Reino Unidoescravidãomulheres

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.