Libertadas no Sudão duas voluntárias sequestradas em julho

A irlandesa Sharon Commins e sua colega ugandense Hilda Kawuki se encontram em bom estado de saúde

EFE

18 de outubro de 2009 | 06h41

As duas voluntárias de nacionalidades irlandesa e ugandense sequestradas na região sudanesa de Darfur em julho deste ano foram liberadas neste domingo, segundo fontes oficiais. As fontes do Governo provincial de Darfur Norte disseram que as reféns foram postas em liberdade esta madrugada graças à mediação de líderes tribais.

 

As duas trabalhadoras da ONG irlandesa Goal, a irlandesa Sharon Commins, de 32 anos, e sua colega ugandense, Hilda Kawuki, de 42, se encontram em bom estado de saúde, segundo confirmaram as fontes.

 

Sharon e Hilda tinham sido sequestradas em 6 de julho, quando se encontravam em sua residência, na localidade de Al Kutum, no norte de Darfur.

 

Durante o processo de negociação, fontes policiais tinham indicado que o objetivo do sequestro era a obtenção de um resgate, que os sequestradores elevaram a um milhão de dólares.

Tudo o que sabemos sobre:
SUDÃOGOAL

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.