Libertados em Trípoli jornalistas da ''France Presse''

Dois jornalistas da agência "France Presse" e um fotógrafo da "Getty Images", detidos no sábado pelas forças leais ao líder líbio, Muama Kadafi, na região de Ajdabiya (leste da Líbia), foram libertados ontem à noite em Trípoli. Dave Clark e Roberto Schmidt, e o fotógrafo Joe Raedle, da Getty Images, foram soltos depois que o presidente da "France Presse", Emmanuel Hoog, enviou ontem uma carta a Kadafi, pedindo que libertasse os jornalistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.