Libertados quatro estrangeiros seqüestrados na Nigéria

Os quatro estrangeiros que foram seqüestrados há mais de duas semanas em instalações da companhia petrolífera Shell na Nigéria foram libertados hoje, informaram fontes oficiais. Os empregados - um hondurenho, um britânico, um búlgaro e um americano - foram seqüestrados em 11 de janeiro por um grupo, até então desconhecido, que dizia defender os interesses das comunidades do delta do rio Níger, a principal zona petrolífera.A libertação foi anunciada por um porta-voz da província de Bayelsa, Ekiyor Welson, que afirmou que os quatro estrangeiros estavam "vivos e em boas condições". O seqüestro foi realizado pelo Movimento para a Emancipação do Delta do Níger. O incidente, junto com vários ataques contrainstalações petrolíferas na região, forçou a companhia Shell a reduzir parte de sua produção petrolífera.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.