Líbia adia eleição para 7 de julho

A primeira eleição da Líbia em mais de 50 anos foi adiada em 18 dias por conta de problemas de logística, já que o país ainda se recupera dos estragos causados pelos confrontos entre manifestantes e defensores do governo do ex-presidente Muammar Kadafi no ano passado. O adiamento foi anunciado pela Comissão Eleitoral da Líbia, diz a Agência Dow Jones, citando informações da agência de notícias Reuters.

EQUIPE AE, Agência Estado

10 de junho de 2012 | 17h51

As eleições, em que serão escolhidos representantes legislativos, foram marcadas agora para o dia 7 de julho, ao invés de 19 de junho. O chefe da Comissão Eleitoral, Nuri al-Abbar, disse em entrevista que aspectos fundamentais preparatórios das eleições não estavam prontos, tornando impossível realizar o pleito na data original. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
eleiçõesLíbia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.