Líbia: ataque a consulado dos EUA mata americano

Um funcionário norte-americano foi morto nesta terça-feira e outro ficou ferido quando uma multidão enfurecida invadiu e incendiou o consulado dos Estados Unidos em Benghazi, no leste da Líbia. A multidão protestava contra um filme, feito por um egípcio cristão que vive nos EUA, que supostamente ofenderia o profeta Maomé.

AE, Agência Estado

11 de setembro de 2012 | 20h13

O vice-ministro do Interior da Líbia, Wanis al-Sharif, disse: "Um funcionário americano foi morto e outro foi ferido na mão. Os outros funcionários foram retirados do prédio e estão seguros". Ele não disse se o homem morto era um diplomata, informa a agência France Presse (AFP).

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
LíbiaEUABenghaziviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.