Líbia: governo pede que milícias deixem a capital

O governo da Líbia pediu nesta quinta-feira que todas as milícias se retirem de Trípoli e fiquem de fora da política, após o presidente do parlamento chamar os ex-rebeldes do grupo Misrata para "proteger a Capital".

AE, Agência Estado

22 Maio 2014 | 13h33

O gabinete "lançou um apelo aos chefes de todas as brigadas armadas que atuam na Grande Trípoli" para deixarem a cidade e ficarem longe da política, disse o ministro da Cultura do país, Habib Lamine.

A Líbia enfrenta uma escalada da violência nos últimos dias desde que o general desertor Khalifa Hifter invadiu o parlamento e declarou a suspensão unilateral do legislativo, como parte de uma campanha que, segundo Hifter, visa desmembrar o poder de extremistas islâmicos no país. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Líbia crise milícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.