Líbia pede ajuda para acabar com incêndio em tanque

Tanque contendo 6 milhões de litros de combustível pegou fogo no sábado, depois de ser atingido por um míssil Grad

AE, Agência Estado

28 de julho de 2014 | 09h17

O governo da Líbia está pedindo ajuda estrangeira depois de um míssil provocar um incêndio em um tanque de armazenagem que continha combustível perto do aeroporto de Trípoli. A onda de violência no país se agravou nos últimos dias.

"O governo pediu assistência internacional e contactou vários Estados perguntando se eles poderiam enviar aviões e equipes especializadas em extinção de incêndios", afirmou a estatal National Oil em mensagem publicada em uma rede social.

Um tanque contendo 6 milhões de litros de combustível pegou fogo no sábado, depois de ser atingido por um míssil Grad, enquanto milícias rivais travam batalhas para controlar o aeroporto de Trípoli, de acordo com a National Oil, que confirmou informações de fontes do setor de petróleo e gás.

O complexo onde está o tanque que explodiu contém 90 milhões de litros de combustível e gás de coque, portanto existe o risco de uma enorme explosão caso o fogo se espalhe.

No fim de semana o Ministério da Saúde da Líbia afirmou que o número de mortos em Trípoli e em cidades vizinhas subiu para 97 após duas semanas de combates, as piores desde a derrubada do governo de Muamar Kadafi, em 2011. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.