Líbia vai apelar contra sentença no caso Lockerbie

Um tribunal especial escocês, com sede na Holanda, ratificou, nesta quinta-feira, a condenação à prisão perpétua do ex-agente secreto líbio Abdel Basset Ali al-Megrahi. A chancelaria líbia qualificou como "veredicto político" a decisão unânime dos cinco juízes que ratificaram a condenação.O governo líbio avisou que tentará recorrer aos organismos escoceses e internacionais de direitos humanos, entre eles à Corte Européia de Estrasburgo. Al-Megrahi, de 49 anos, é acusado pelo atentado à bomba que destruiu um avião da Pan Am nos céus de Lockerbie, Escócia, em 1988, causando a morte de 270 pessoas. Ele havia apelado da sentença, mas os cinco juízes consideraram seus argumentos insuficientes.A sentença foi criticada por um observador da Organização das Nações Unidas (ONU), Hans Kochler, que a classificou de lamentável abuso da lei.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.