Líbios contrários a Kadafi ocupam embaixada em Brasília

Cercado de subordinados que apoiam o exército rebelde, o embaixador da Líbia no Brasil, Salem El Zubaide - partidário de Muamar Kadafi -, desistiu da sede da embaixada em Brasília e passou a despachar da residência oficial. Hoje foi o quarto dia em que a representação diplomática foi tomada por cerca de 30 líbios contrários ao governo.

Agência Estado

22 de agosto de 2011 | 19h19

Informados sobre as manifestações de hoje, em que crianças e adultos rasgaram fotos de Kadafi em frente à embaixada, diplomatas brasileiros foram até a legação conversar com Zubaide. A informação do Itamaraty é que o embaixador ainda é o representante líbio no País, já que, para o governo brasileiro, uma alteração só acontece quando é feita uma comunicação oficial.

Apesar das manifestações, o ambiente na embaixada era calmo. Dos seis diplomatas líbios presentes no País, apenas o embaixador e outro funcionário ainda são partidários de Kadafi. Outros quatro defendem o governo rebelde e foram os responsáveis pela tomada da embaixada.

Tudo o que sabemos sobre:
BrasilLíbiaembaixada

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.