Amel Palin/Efe
Amel Palin/Efe

Líbios se preparam para eleições no sábado

De acordo com as regras eleitorais, campanhas estão proibidas a partir desta sexta-feira

AE, Agência Estado

06 de julho de 2012 | 08h40

TRÍPOLI - Islamitas líbios e adversários liberais realizaram os últimos comícios no final da quinta-feira, 5, dia que encerrou a campanha para as eleições que acontecerão no sábado, 7. A votação será a primeira desde a queda do ditador Muamar Kadafi.

Veja também:

linkLíbia anuncia que Comissão Constitucional será escolhida pelo povo

linkPrimeira eleição líbia pós-Gaddafi testa força do islamismo político

linkÀs vésperas das primeiras eleições, Líbia sofre com disputas internas

De acordo com as regras eleitorais, qualquer tipo de campanha está proibida nesta sexta-feira, 6. Na noite de quinta-feira, uma carreta levando cartazes da Aliança das Forças Nacionais, liderada pelo ex-premiê Mahmoud Jibril, de inclinações seculares, tomou as ruas da capital da Líbia, Trípoli.

A Frente Nacional, que descende do grupo de oposição de Kadafi, encheu o céu da cidade com fogos de artifício. Um partido afiliado com a Irmandade Muçulmana da Líbia e outro grupo islamita também são considerados fortes concorrentes.

Será eleito um Parlamento de transição composto por 200 membros. Apesar disso, nove meses após o fim da guerra civil de 2011, a Líbia ainda está dividida.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.