Líder australiano vê possível erro em dados sobre o Iraque

O primeiro-ministro da Austrália, John Howard, admitiu que as informações fornecidas por Estados Unidos e Grã-Bretanha sobre as armas de destruição em massa supostamente mantidas pelo regime de Saddam Hussein - informações em que seu governo baseou-se para apoiar a guerra - podiam estar erradas."Com o tempo, pode ser que fique comprovada a falta de exatidão das informações", comentou Howard. "Não podemos dizem com absoluta certeza (que as informações estavam erradas). Obviamente, as evidências não apontam fortemente para nenhuma outra hipótese."Howard, um ferrenho aliado de Washington, sustentou-se nas garantias americanas e britânicas de que o Iraque possuía armas de destruição em massa para enviar cerca de 2.000 soldados australianos ao Golfo Pérsico para ajudar na guerra que resultou na queda de Saddam.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.