Líder chinês diz que Tibete é da China e adverte Taiwan

Em seu segundo dia de visita à França, o presidente chinês, Hu Jintao, lembrou ao dalai-lama que a política da China é "muito clara" e o Tibete é "uma parte inalienável do território chinês". Ele acrescentou que as negociações com o dalai-lama estarão abertas quando o líder espiritual budista abandonar sua política de independência da região tibetana.Hu também advertiu Taiwan sobre a possível realização de um referendo sobre o status da ilha. O presidente francês, Jacques Chirac, apoiou seu colega chinês e disse que qualquer medida que promova a tensão entre os dois rivais asiáticos é "perigosa".Vários deputados franceses boicotaram o discurso de Hu na Assembléia Nacional para protestar contra a política de Pequim sobre os direitos humanos. Segundo diplomatas, Pequim pediu a Paris para que Hu discursasse na assembléia - um privilégio raro, concedido a apenas nove chefes de Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.