Líder comunista opta por candidatura antiliberal na França

O Partido Comunista Francês (PCF) propôs neste domingo que sua líder, Marie-George Buffet, seja candidata de uma "união antiliberal de esquerda" nas eleições presidenciais de 2007.Aprovada por 80% dos delegados presentes na Conferência Nacional do PCF, a proposta será submetida ao voto dos 140 mil militantes do PCF nos dias 11 e 12 de novembro.A estratégia eleitoral impulsionada por Buffet tem o objetivo de fazer com que as formações da esquerda radical e antiglobalização participem das eleições presidenciais reunidas em torno de um único candidato.Já há candidatos designados na esquerda radical, como Arlette Laguiller, e Olivier Besancenot na extrema esquerda, e aspirantes a encarnar a eventual candidatura "antiliberal", como o líder antiglobalização José Bové.Embora a estratégia eleitoral de Buffet tenha sido respaldada pela grande maioria dos presentes na reunião comunista, é rejeitada pelos que querem que o PCF lance uma candidatura própria às eleições presidenciais de abril do ano que vem.O Partido Radical de Esquerda (PRG), por sua vez, reunido em um congresso extraordinário em Paris, decidiu neste domingo não apresentar candidato próprio e apoiar o Partido Socialista (PS).A decisão é uma derrota para Christiane Taubira, que defendeu as cores do PRG na corrida presidencial de 2002 (obteve 2,3% dos votos no primeiro turno) e queria ser candidata no próximo pleito.O grande número de candidaturas de esquerda em 2002, inclusive a de Taubira, foi decisivo na eliminação do candidato socialista no primeiro turno das presidenciais de 2002. O ultradireitista Jean-Marie Le Pen passou para o segundo turno, em que foi derrotado pelo neogaullista Jacques Chirac.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.