Líder comunista se candidata à Presidência da França

A líder comunista francesa Marie-Georges Buffet oficializou nesta sexta-feira sua candidatura ao Palácio do Eliseu, em anúncio na emissora de TV TF1, um dia depois de militantes do Partido Comunista Francês (PCF) respaldarem, pela segunda vez, o apoio a seu nome nas eleições presidenciais, que acontecem em janeiro."Entro em campanha porque penso que falta no debate político a voz daqueles e aquelas que querem uma esquerda valente e combativa", disse Marie-Georges no jornal da TF1, o noticiário televisivo de maior audiência na França.No dia 4 de janeiro, a ex-ministra de Esportes abandonará seu posto à frente do PCF para dedicar-se unicamente à pré-campanha eleitoral.Além do respaldo de seu partido, Marie-Georges obteve o apoio de 55% dos aproximadamente 800 coletivos da esquerda antiliberal nascidos do "não" à Constituição européia no plebiscito do 29 de maio de 2005.Mas uma parte dos grupos, especialmente os não comunistas, a rejeitaram com o pretexto de que sentiam a candidatura como uma imposição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.