Líder culpa Bin Laden e Al-Qaeda por insurgência

Em novo pronunciamento à TV estatal, o líder líbio, Muamar Kadafi acusou "jovens drogados" de promover os distúrbios contra o governo e culpou a organização terrorista Al-Qaeda por incitá-los à revolta. "Esses jovens vão comprar drogas em Trípoli", disse, associando-os à Al-Qaeda - numa tentativa de associar os insurgentes com o terror islâmico. "Isso é claramente influenciado por (Osama) Bin Laden."

Andrei Netto, O Estado de S.Paulo

25 de fevereiro de 2011 | 00h00

"Sou patriota e estou dando conselhos a vocês. Não tenho autoridade para assinar leis, ou algo assim. A rainha Elizabeth da Inglaterra também não tem essa autoridade", prosseguiu Kadafi, reiterando o pronunciamento anterior de que não teria como renunciar porque, formalmente, não exerce nenhum cargo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.