Líder da Al-Qaeda alerta para represália se EUA não mudarem

Ayman Al Zawahri, o segundo homem na hierarquia da Al-Qaeda, alertou na quarta-feira para represálias contra norte-americanos, "muito piores do que qualquer coisa que já tenham visto," caso Washington não mude suas políticas para os países muçulmanos."Vocês estão enfrentando a ira islâmica, e o que os aguarda, caso levem adiante (as atuais políticas), é muito pior do que qualquer coisa que vocês já tenham visto", disse ele em vídeo divulgado pela Internet.Líderes da Al-Qaeda, responsável pelos ataques de 11 de setembro de 2001 nos EUA, dizem que seus atos são justificáveis como forma de alterar as políticas pró-israelenses dos EUA e punir Washington por suas guerras no Afeganistão e no Iraque."Falarei a vocês numa linguagem que vão entender: se quiserem viver em segurança, vocês têm de aceitar a realidade e rejeitar as ilusões com que [o presidente George W.] Bush está tentando enganá-los", disse Zawahri no vídeo, parte do qual já havia sido divulgado nesta semana na página do instituto norte-americano Site, dos EUA."Vocês precisam tentar ao máximo obter um entendimento com os muçulmanos, só então vocês terão segurança. Mas se vocês continuarem com a política de Bush e sua quadrilha, então vocês não podem nem sonhar com isso (segurança)."Zawahri também prometeu retaliação contra as tropas etíopes por derrubarem um regime islâmico na Somália. "Os mujahideen vão quebrar suas costas com o poder e ajuda de Deus", afirmou.O egípcio também pediu aos palestinos que abandonem seu "traidor" presidente Mahmoud Abbas, que segundo Zawahri vendeu sua religião e a terra palestina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.