Líder da Al-Qaeda convoca sunitas para lutar contra Assad na Síria

Ayman al-Zawahri diz querer evitar que um governo aliado dos EUA chegue ao poder após a queda do presidente sírio

Agência Estado

06 Junho 2013 | 09h45

BEIRUTE, LÍBANO - Ayman al-Zawahri, líder da Al-Qaeda, pediu aos muçulmanos sunitas que não meçam esforços para participar dos confrontos na Síria para derrubar o presidente Bashar Assad e estabelecer um governo islâmico no país.

Zawahri convocou os sunitas de toda as partes do mundo a devotarem suas vidas, seu dinheiro e seu conhecimento para lutar e evitar que um governo aliado dos Estados Unidos chegue ao poder na Síria após a queda de Assad. Ele pediu que os sunitas "superem suas diferenças".

A mensagem foi divulgada por meio de uma gravação de áudio postada na internet nesta quinta-feira, 6. Sua autenticidade não pôde ser confirmada, mas a gravação foi divulgada por um site militante geralmente usado pela Al-Qaeda.

Zawahri já fez várias convocações para uma guerra santa na Síria e critica os militantes libaneses do Hezbollah e o Irã por apoiarem Assad. / AP

Mais conteúdo sobre:
SíriaAyman al-Zawahrisunitas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.