Líder da Al-Qaeda é extraditado para a Indonésia

O suposto terrorista indonésio Riduan Isamuddin, mais conhecido como Hambali, foi transferido em um avião especial da Tailândia, onde foi preso, na segunda-feira, com sua mulher, na cidade de Ayutthaya, para a Indonésia, na manhã desta sexta-feira, informou um militar tailandês. Da Indonésia, o general I Made Pastika, que chefiou as investigações sobre os atentados aos clubes noturnos em Bali, disse que o país pediu a extradição do acusado para Bali e que Hambali está sob custódia dos Estados Unidos.Hambali é suspeito de ter sido o mentor intelectual dos atentados de Bali, no ano passado, e contra o hotel JW Marriott de Jacarta, na semana passada. Os Estados Unidos afirmam que Hambali é o principal representante da rede terrorista Al-Qaeda para o Sudeste Asiático e o chefe do planejamento de operações do grupo radical indonésio Jemaah Islamiya, braço indonésio da organização de Osama bin Laden.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.