Líder da Liga Árabe teme guerra civil no Iraque

O diplomata egípcio Amr Moussa, líder da Liga Árabe, manifestou temor de que os combatentes iraquianos voltem-se uns contra os outros, e pressionou pela participação da ONU no processo de disseminação da paz no país ocupado."Nós tememos que a situação observada no Iraque resulte em choques entre os próprios iraquianos", declarou Moussa em conversa com jornalistas. "Para colocar um ponto final nisso tudo, as Nações Unidas deveriam ser contempladas com um papel essencial no Iraque", prosseguiu o secretário-geral da Liga Árabe, composta por 22 nações.Moussa viajou à Mauritânia em busca de apoio para a realização de uma nova reunião de cúpula da Liga Árabe, em virtude do cancelamento de um encontro que deveria ter acontecido na semana passada."A Liga Árabe está pronta para participar da reconstrução do Iraque e auxiliar no processo de devolução da soberania, desde que as Nações Unidas recebam um papel fundamental", disse Moussa antes de deixar Nouakchott, capital da Mauritânia. Ele não entrou em detalhes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.