Valentina Svistunova / Efe
Valentina Svistunova / Efe

Líder da oposição a Putin na Rússia é condenado a 5 anos de prisão

Partidários de Alexei Nalvalni veem motivação política em condenação por roubo

O Estado de S. Paulo,

18 de julho de 2013 | 10h25

O líder de oposição russo Alexei Navalni foi condenado a cinco anos de prisão por roubo nesta quinta-feira, 18. Ele foi considerado culpado pelo desvio de cerca de U$ 500 mil de uma empresa madeireira enquanto era assessor do governador da república de Kirov, em 2009. Partidários de Navalni veem perseguição política na condenação.

Navalni, um ativista anticorrupção que emergiu como líder da oposição nos maiores protestos contra Putin desde que o presidente assumiu o poder em 2000, tocou a mão de sua esposa Yulia antes de ser levado algemado pelos guardas.

Manifestantes gritaram "Vergonha! Desgraça!" do lado de fora do tribunal em Kirov, a cerca de 900 km a nordeste de Moscou. Alguns partidários de Navalni choraram e outros ativistas da oposição não esconderam sua raiva e indignação.

A sentença de cinco anos significa que ele não será capaz de disputar a próxima eleição presidencial em 2018 nem concorrer à prefeitura de Moscou, em setembro, como ele havia planejado. Alguns analistas políticos esperavam que o tribunal proferisse uma sentença em regime aberto para evitar a prisão, mas ainda impedir qualquer tentativa política.

"O tribunal, após examinar o caso, estabeleceu que Navalni cometeu um crime... o roubo de propriedade em uma escala particularmente grande", disse o juiz Sergei Blinov, lendo rapidamente a sentença. Navalni, de 37 anos, ficou em silêncio, com uma expressão perplexa ao ouvir o veredicto. / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaAlexei Nalvalni

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.