Líder da oposição islâmica é preso no Sudão

Hassam Turabi pediu para que sudaneses segam mesmos passos que tunisianos

Associated Press

18 de janeiro de 2011 | 17h10

CARTUM - Forças de segurança sudanesas prenderam o principal líder da oposição islâmica na madrugada desta terça-feira, 18, depois que ele chamou por uma revolta similar à acontecida na Tunísia, disseram membros de sua família.

 

Hassam Turabi e seu segurança foram detidos por volta da meia-noite, de acordo com a mulher de Turabi, Wessal Al-Mahdi.

 

Ela disse que o segurança, que foi solto na manhã de terça, tinha hematomas em seu rosto, e disse que ele havia sido espancado enquanto estava detido. Turabi, enquanto isso, permanece preso.

 

Seu filho, Siddiq, disse que cerca de outros oito membros do Partido do Congresso Popular Islâmico também foram presos. Não houve nenhum pronunciamento oficial sobre as detenções.

 

Entretanto, o Sudan Media Center, citou anonimamente um oficial de segurança do alto escalão dizendo que Turbai, que é o arquirrival do presidente Oman al-Bashir, e seu partido tem oferecido suporte financeiro e político para grupos rebeldes da região de Darfur.

 

Turbai é popular no Darfur, e acredita-se que ele seja o mentor do líder do Movimento Justiça e Igualdade, o mais poderoso grupo rebelde de Darfur. Cartum acusou Turabi anteriormente de fomentar a rebelião em Darfur.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.