Líder da oposição na Ucrânia promete não retaliar adversários

O líder da oposição na Ucrânia, Viktor Yushchenko, prometeu nesta sexta-feira não se vingar de seus adversários se for eleito presidente em 26 de dezembro, na votação que irá substituir a eleição de novembro, anulada por fraude.Yushchenko falou com jornalista na capital, Kiev, em sua primeira coletiva desde que o parlamento aprovou mudanças nas leis eleitorais a fim de evitar novas fraudes."Nunca teremos uma política de perseguição e represálias", disse o candidato. Yushchenko, no entanto, diferenciou perseguição política de processo legal, indicando que funcionários do governo e seus simpatizantes poderão ser levados a juízo por crimes cometidos durante o mandato de Kuchma. Crise na Ucrânia

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.