Líder da oposição na Ucrânia quer nova eleição no dia 19

O líder da oposição ucraniana, Viktor Yushchenko, assinou um acordo obrigando seus seguidores a suspender os piquetes diante de prédios públicos, mas afirmou que os oposicionistas continuarão nas ruas até que seja confirmada uma nova votação para presidente no país. Yushchenko propôs que o segundo turno da eleição presidencial - disputado entre ele e o primeiro-ministro ViktorYanukovych - seja realizado novamente no próximo dia 19. A oposição diz que o pleito original foi fraudado.O acordo para o fim dos piquetes foi assinado depois de conversações entre Yanukovych, Yushchenko, o presidente em final de mandato, Leonid Kuchma, e representantes da União Européia. "O protesto nas ruas obviamente continuará", disse Yushchenko, após a assinatura do acordo. "Eles serão suspensos apenas depois que foi definida a data para uma nova eleição e ocorrerem mudanças na lei eleitoral". Segundo os termos acertados entre governo e oposição, um grupo de advogados se reunirá para propor uma reforma eleitoral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.