Serviço de Fotografia de Juan Guaidó via AFP
Serviço de Fotografia de Juan Guaidó via AFP

Líder da oposição na Venezuela, Juan Guaidó está com covid-19

Opositor de Maduro anunciou em sua conta no Twitter que testou positivo para a doença e alertou para a necessidade de vacinação no país

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de março de 2021 | 07h12

O líder da oposição na Venezuela, Juan Guaidó, informou neste sábado, 27, que testou positivo para covid-19. Com sintomas leves da doença, o opositor disse em sua conta no Twitter que está isolado e expressou preocupação com o número de infecções no país.

“Quero expressar minha solidariedade aos milhares de venezuelanos que sofrem durante a pandemia. Hoje todos nós temos um parente ou conhecido afetado pelo covid-19", escreveu. 

Guaidó acrescentou que considera urgente a chegada das vacinas contra o coronavírus à Venezuela. Até o momento, o país recebeu 700 mil doses dos imunizantes, das quais 500 mil foram doadas pela Sinopharm, da China, e as outras são da Sputnik V, da Rússia.

“Enquanto no mundo este vírus está em declínio, na Venezuela vemos o avanço das infecções e por isso são necessárias soluções urgentes pelas quais devemos lutar juntos”, publicou. “Na Venezuela, o pico de infecções aumenta e temos a maior taxa de mortalidade da região. Isso poderia ser evitado com a implementação de um programa de vacinação sério e responsável.”

Os líderes da oposição na venezuelana seguem negociando separadamente para comprar vacinas por meio do programa Covax usando fundos congelados nos EUA.

Até o momento, a Venezuela já registrou 155.663 casos e 1.555 mortes pelo coronavírus. Entretanto, críticos do governo de Nicolás Maduro contestam o balanço e acreditam que os números podem ser ainda maiores devido a capacidade limitada de testar a população. /REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.