Líder da oposição no Zimbábue é solto; dez continuam presos

O líder da oposição do Zimbábue, Morgan Tsvangirai, foi libertado poucas horas depois de ser detido nesta quarta-feira, 28, pela polícia junto com outros dirigentes de seu partido, o Movimento para a Mudança Democrática (MDC), informou o grupo político.Contudo, outras dez pessoas ainda estavam detidas como resultado de uma ação na qual a sede do MDC foi cercada pela polícia, momentos antes de o líder da oposição dar uma entrevista coletiva.O líder político zimbabuano havia sido detido no dia 11 de março e, enquanto estava em poder da polícia, foi torturado pelos agentes de segurança, que fizeram um corte profundo na cabeça de Tsvangirai, segundo fontes de seu partido.Na entrevista coletiva, o líder do MDC e ex-candidato presidencial ia se referir à "escalada da sistemática campanha de violência e intimidação" protagonizada durante os últimos dias pelo regime de Robert Mugabe.Mugabe, de 83 anos, no poder desde a independência do Zimbábue, em 1980, foi censurado pela comunidade internacional por causa das detenções maciças ocorridas no dia 11 e as torturas que Tsvangirai e outros líderes da oposição sofreram.As novas detenções ocorrem no momento em que Mugabe está convocado a ir à cidade tanzaniana de Dar esSalam para participar de uma cúpula regional na qual se analisará a crise política que o Zimbábue atravessa.

Agencia Estado,

28 de março de 2007 | 16h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.