Líder da oposição teme caos na Tunísia

Um importante líder da oposição na Tunísia, Moncef Marzouki, disse hoje temer que a revolta popular ocorrida no país resulte em uma situação caótica, antes que seja possível realizar eleições.

AE, Agência Estado

10 de fevereiro de 2011 | 17h37

Em entrevista concedida à Associated Press, Marzouki observou que o caos beneficiaria somente a velha guarda - e poderia até mesmo levar a alguma espécie de clamor pela volta do ex-ditador Zine Ben Ali, que fugiu do país em meio a um levante popular em 14 de janeiro.

"Tudo isso é extremamente perigoso para o país", declarou Marzouki. Ainda assim, ele se disse otimista com a possibilidade de concorrer à presidência nas primeiras eleições livres da história da Tunísia, previstas para os próximos meses. Na época de Ben Ali, Marzouki chegou a ser preso por ter tentado concorrer à presidência. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Tunísiacriseoposiçãocaos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.