Líder da Otan diz que a aliança precisa se fortalecer

O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, afirmou nesta terça-feira que só uma aliança fortalecida pode negociar relações melhores com a Rússia. "Só uma Otan forte pode construir uma relação verdadeiramente construtiva de cooperação com a Rússia", declarou disse Stoltenberg.

Estadão Conteúdo

28 de outubro de 2014 | 15h05

Em seu primeiro discurso político desde que tomou posse da organização, em 1º de outubro, Stoltenberg disse que não havia contradição entre o desejo de manter a Otan forte e esforços contínuos para se aproximar do governo do presidente russo Vladimir Putin.

Stoltenberg afirmou que sua experiência como primeiro-ministro da Noruega mostrou que capacidades de defesa robustas e uma ligação transatlântica sólida são requisitos fundamentais para estabelecer relações construtivas com a Rússia.

Ele lembrou que seu país tem sido capaz de lidar com confiança com o Kremlin sobre uma série de assuntos, desde as questões militares e de pesca até energia, meio ambiente e conflitos de fronteira marítima.

Stoltenberg disse ainda que está em contato com a Organização das Nações Unidas (ONU) para definir se há algum papel "específico" que a Otan pode desempenhar para ajudar a combater a propagação do ebola na África Ocidental. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
OtanRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.