Líder de célula terrorista é detido na Espanha

A polícia espanhola deteve nesta quinta-feira, 12 de janeiro, o suposto líder de duas células de recrutamento de combatentes para lutar na rebelião iraquiana contra a presença de exércitos estrangeiros no país árabe.Há possibilidade de que o marroquino Omar Nakhcha, o suspeito detido, também tenha se envolvido nos atentados contra o sistema ferroviário de Madri em 11 de março de 2004, quando morreram 190 pessoas.Por meio de um comunicado, a polícia informou que Nakhcha, de 23 anos, foi capturado nas primeiras horas de hoje em Santa Coloma de Gramanet, no nordeste da Espanha.A polícia acredita que ele lidere duas células bem organizadas e interligadas , uma baseada em Madri e outra em Vilanova i la Geltru, nas proximidades de Barcelona.As duas células são suspeitas de recrutar combatentes para a insurgência iraquiana e de arrecadar fundos para financiar a rebelião contra as forças estrangeiras, lideradas pelos Estados Unidos e contra o governo interino local.Na terça-feira, 20 pessoas foram detidas numa operação de repressão às duas células, prosseguiu a polícia espanhola. Dos 20 detidos, 15 são marroquinos, três são espanhóis, um é turco e o outro é argelino.De acordo com os investigadores, os grupos teriam ligações com pessoas na França, na Bélgica, na Holanda, na Argélia, no Marrocos, na Turquia, na Síria

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.