Juan Cevallos / AFP
Juan Cevallos / AFP

Líder do ELN ordena que guerrilheiros iniciem cessar-fogo no domingo

Nicolás Bautista assegurou que o grupo armado será leal ao compromisso firmado em 4 de setembro, válido até 12 de janeiro de 2018

O Estado de S.Paulo

29 Setembro 2017 | 21h32

BOGOTÁ - O líder do Exército de Liberdade Nacional (ELN), Nicolás Rodríguez Bautista, ordenou nesta sexta-feira, 29, que todos os integrantes do grupo respeitem o cessar-fogo que entra em vigor no domingo, como foi acertado com o governo da Colômbia.

"Hoje, 29 de setembro, ordeno que todas as tropas ao longo do território nacional cessem todo tipo de atividade ofensiva para cumprir cabalmente com o cessar-fogo bilateral pactuado entre o governo nacional e o ELN", disse o líder em uma mensagem transmitida por rádio a todas as unidades dos guerrilheiros.

+ Colômbia e ELN chegam a acordo para negociar paz

O acordo foi acertado em Quito, no Equador, sede dos diálogos de paz entre as partes, no último dia 4 de setembro, e vai durar até o dia 12 de janeiro do próximo ano.

Na mensagem, o líder do ELN afoirmou que os membros do grupo armado cumprirão a ordem porque acatam "plenamente" as diretrizes do comando. "Não tenho nenhuma dúvida da lealdade de todos para cumprir esse compromisso até as últimas consequências", disse Bautista.

Lourival Sant'Ana: O preço da paz

O governo da Colômbia e o ELN enviaram na sexta uma solicitação ao Conselho de Segurança para que a Organização das Nações Unidas (ONU) participe do mecanismo que supervisionará o cessar-fogo que entra em vigor no domingo. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.