AP
AP

Líder do Estado Islâmico ameaça Israel em nova mensagem

Na gravação, cuja autenticidade não pôde ser comprovada, Baghdadi afirmou que não se esqueceu da Palestina "em nenhum momento", embora os judeus achem que isso ocorreu

O Estado de S. Paulo

26 de dezembro de 2015 | 16h39

CAIRO - O líder do grupo terrorista Estado Islâmico (EI), Abu Bakr al-Baghdadi, ameaçou Israel em uma mensagem de áudio divulgada neste sábado, 26, em fóruns jihadistas, e também alertou que os combatentes da organização estão cada vez mais próximos do país

Na gravação, cuja autenticidade não pôde ser comprovada, Baghdadi afirmou que não se esqueceu da Palestina "em nenhum momento", embora os judeus achem que isso ocorreu. "Estamos nos aproximando de vocês dia após dia e seu castigo será duro. Vocês jamais irão sentir tranquilidade na Palestina. A Palestina não será sua terra nem sua casa, mas seu túmulo", alertou o líder do grupo jihadista.

Por outro lado, Baghdadi admitiu que a organização está sofrendo com os bombardeios na Síria e no Iraque, mas garantiu que essa é um teste para os combatentes, algo que fortalecerá a determinação dos integrantes do grupo.

Além disso, o líder tranquilizou os seguidores do EI na mensagem, ao dizer que a organização "está bem" e, cada vez que aumentam os ataques contra eles, "a vitória se torna mais segura".

Baghdadi também citou a coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos e disse que a "batalha de hoje não é somente uma cruzada, mas uma guerra das nações do ateísmo contra o Islã".

"Os cristãos, e por trás deles os judeus, não se atrevem a vir por terra para lutar contra um grupo pequeno de mujahedins (combatentes da guerra santa), porque seus corações estão cheios de temor já que receberam a lição do Iraque e Afeganistão", disse.

Por esse motivo, o líder do EI disse que "cada muçulmano deve lutar para defender sua religião, a si próprio e sua própria honra, seguindo as ordens de Alá". E afirmou que essa é a batalha final, após a qual o "Islã reinará em todo o planeta, até o fim do mundo". / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Estado IslâmicoBaghdadi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.