Líder do Fatah al-Islam é morto pelo Exército

O líder do grupo extremista islâmico Fatah al-Islam, Abdel Rahmane Awad, e seu vice, Abu Baker, morreram ontem em um tiroteio com o Exército libanês. Os dois homens, acusados de terrorismo, foram parados por militares e começaram a atirar. O grupo travou combates contra o Exército libanês em 2007 em um campo de refugiados palestinos, nos quais morreram 400 pessoas.

, O Estado de S.Paulo

15 de agosto de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.