Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Líder do Hamas diz que tentará libertar jornalista da BBC

O primeiro-ministro palestino, Ismail Haniyeh, disse nesta quinta-feira, 15, que os serviços de segurança da região haviam recebido ordens para "fazer todo o possível" a fim de garantir a libertação de um repórter da BBC seqüestrado. Alan Johnston, correspondente da rede britânica na Faixa de Gaza há três anos, foi capturado na segunda-feira enquanto dirigia seu carro na região costeira. O premier afirmou em uma entrevista coletiva concedida na cidade de Gaza, na qual apresentou a lista de ministros que formarão um novo governo de unidade nacional, que ele e o presidente palestino, Mahmoud Abbas, haviam dado "ordens para todos os serviços de segurança que façam todo o possível para libertar o jornalista seqüestrado". Haniyeh, líder do movimento islâmico Hamas, condenou o seqüestro de estrangeiros e reiterou que as forças de segurança ligadas a seu grupo realizavam buscas por Johnston. Um comunicado da BBC lido na cidade de Gaza disse que a empresa "continua preocupada com o bem-estar de Alan Johnston" e pediu que continuem os esforços para garantir a libertação dele. "Não recebemos nenhuma informação concreta sobre o paradeiro de Alan desde que ele deixou nosso escritório aqui em Gaza, na tarde de segunda-feira", afirmou o chefe do escritório da BBC em Jerusalém, Simon Wilson. "Gostaríamos de pedir a todas as pessoas da região com alguma influência que continuem com seus esforços a fim de que Alan possa reencontrar-se com sua família e seus colegas o quanto antes", acrescentou Wilson, que também agradeceu Haniyeh e Abbas pela ajuda deles. Ghazi Hamad, porta-voz do governo comandado pelo Hamas, afirmou na terça-feira que as autoridades "tinham informações sobre os responsáveis pelo seqüestro", mas que não conheciam o paradeiro de Johnston.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.