Líder do Hamas faz advertência a Israel

O líder do Hamas, Ahmed Yassin, advertiu Israel, nesta sexta-feira, de que não deve tentar matá-lo, expulsá-lo ou capturá-lo "porque as conseqüências seriam muito graves, sobretudo para o Estado sionista".Segundo Yassin, que deu entrevista ao enviado do jornal Yediot Ahronot à localidade de Ynet, "os acordos entre um lado forte e um fraco estão sempre destinados ao fracasso". Por isso de acordo com o líder, "a solução do conflito surgirá no campo de batalha (...) mesmo que sejam necessários centenas de anos, continuaremos lutando".Yassin previu que os palestinos vão apoderar-se pela força de Jerusalém, uma vez que os israelenses a conquistaram em 1967 recorrendo às armas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.