Líder do Hamas pede ajuda ao Irã

O líder do escritório político do Hamas, Khaled Mashaal, disse nesta terça-feira no Irã que o movimento islâmico palestino não dialogará com Israel, por considerar que a negociação com o Estado judeu é "perda de tempo".Mashaal visita o Irã - país que, como a Autoridade Nacional Palestina (ANP), não reconhece o Estado judeu - para pedir ajuda financeira ao governo que será formado pelo Hamas."Nosso objetivo é conseguir que Israel reconheça os direitos palestinos e se retire de nossos territórios antes de negociar com esta entidade", disse Mashaal após reunir-se com o ministro de relações internacionais do Irã, Manouchehr Mottaki.Nesta terça-feira, a secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, iniciará uma visita ao Egito, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos, aliados de Washington no Oriente Médio, para pedir que pressionem o Hamas para que cumpra esses requisitos.Mashaal minimizou a importância das ameaças ocidentais de interromper a contribuição de novos fundos à Autoridade Nacional Palestina (ANP), e afirmou que pediu ajuda financeira a países islâmicos, incluindo o Irã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.