Líder do Hezbollah diz que negociações estão 'mortas'

O líder do grupo xiita libanês Hezbollah, o xeque Hassan Nasrallah, elogiou hoje a decisão da Liga Árabe de suspender as negociações de paz com Israel, dizendo que a única opção para os palestinos é a resistência armada contra o Estado de Israel. Nasrallah disse hoje que finalmente os líderes árabes perceberam que as negociações com Israel estão "mortas".

AE, Agência Estado

16 de dezembro de 2010 | 16h19

Nasrallah falou a dezenas de milhares de partidários do movimento xiita, que se reuniram na zona sul de Beirute, onde ficam os quartéis-generais do grupo. Os xiitas hoje celebram o dia da Ashura, feriado nos países de maioria islâmica xiita e que marca a morte de Hussein, em 680 d.C., neto do profeta Maomé.

Os comentários de Nasrallah foram feitos um dia após a Liga Árabe rejeitar as negociações entre Israel e os palestinos, a não ser que os Estados Unidos sejam firmes a respeito das futuras fronteiras de um Estado palestino. Nasrallah vive escondido, com medo de ser assassinado, e seu discurso foi transmitido em telões aos partidários. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
palestinosHezbollahIsraelLíbano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.