Líder do Irã diz que Israel caminha rumo à destruição

O líder supremo do Irã, o grão-aiatolá Ali Khamenei, disse hoje que o Irã apoiará o governo do grupo extremista Hamas na Faixa de Gaza e que o Estado de Israel está se enfraquecendo e caminha rumo à destruição, informou a televisão estatal iraniana. Khamenei, que tem poder de decisão final no Irã, chamou o primeiro-ministro do Hamas em Gaza, Ismail Haniyeh, de um "mujahed", ou "guerreiro santo", ao dizer ao líder do grupo que "a nação iraniana nunca deixará você só".Khamenei disse que Israel "se enfraquece a cada dia". "Hoje, oficiais do regime sionista reconhecem que estão se movendo em direção à fraqueza, destruição e derrota", disse o grão-aiatolá à televisão estatal." Definitivamente, o mundo do Islã verá esse dia e espera que a general atual de palestinos verá o dia em que a Palestina ficará totalmente à disposição do povo palestino", disse o grão-aiatolá, numa prece que marcou o feriado islâmico do Eid al-Fitr, fim do mês sagrado muçulmano do Ramadã.Khamenei já previu a queda de Israel no passado, assim como o presidente iraniano Mahmud Ahmadinejad. Khamenei chamou Israel repetidas vezes de "um câncer maligno" que precisa ser extirpado do Oriente Médio. O Irã não reconhece a existência do Estado de Israel e apóia os grupos extremistas palestinos Hamas e Jihad Islâmica.Israel teve laços estreitos com o Irã até 1979, quando o país era governado com mão-de-ferro pelo monarca Reza Pahlavi. Quando a Revolução Islâmica de 1979 derrubou o odiado monarca, o Irã rompeu relações diplomáticas com Israel e deu o prédio da Embaixada de Israel em Teerã aos palestinos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.