Líder do maior sindicato francês declara voto a Hollande

Em um gesto inédito, o líder do maior sindicato da França, o CGT, declarou nesta terça-feira que votará no candidato socialista François Hollande no segundo turno da eleição presidencial francesa, no domingo, para tirar do poder o atual presidente do país, Nicolas Sarkozy.

SERGIO CALDAS, Agência Estado

01 Maio 2012 | 09h59

Em entrevista à rádio Europe1, Bernard Thibault, líder do sindicato, afirmou que o CGT "lançou um apelo para a saída do presidente" Sarkozy.

Sarkozy convocou para hoje um comício em Paris, numa atitude que irritou os sindicatos por estarem comemorando o Dia do Trabalho.

As últimas pesquisas indicam que o atual presidente da França será derrotado por Hollande no fim de semana. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.