Líder dos EUA quer ajuda para pressionar Havana

O presidente dos EUA, Barack Obama, pediu colaboração dos países da América Latina para pressionar Cuba por uma abertura democrática. "Todos aqui foram eleitos democraticamente. Esse, no entanto, não é o caso de Cuba", disse aos líderes presentes no encontro de sábado da Unasul, incluindo o venezuelano Hugo Chávez. Os líderes do continente, entretanto, foram pouco receptivos à mensagem de Obama. Perguntado sobre a posição da Bolívia em relação à pressão por eleições livres em Cuba, o presidente boliviano, Evo Morales, afirmou: "Ninguém pressionava (o ex-presidente do Chile) Augusto Pinochet por eleições democráticas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.