Reuters
Reuters

Líder escocês prevê novo referendo sobre independência

Ex-primeiro-ministro Alex Salmond diz ser 'inevitável', já que ingleses não teriam cumprido promessas de dar mais poderes

O Estado de S. Paulo

26 de julho de 2015 | 13h14

EDIMBURGO - O ex-primeiro-ministro da Escócia e atual deputado Alex Salmond disse que um novo referendo sobre a independência em relação ao Reino Unido é "inevitável", já que os ingleses não cumpriram com as promessas de dar mais poderes à região.

Em entrevista para a rede de TV BBC, ele afirmou ainda que um referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia fortalece o movimento de independência da Escócia, já que as reivindicações dos britânicos em relação aos europeus são basicamente as mesmas feitas pelos escoceses ao governo inglês.

Salmond, que liderou o movimento de independência da Escócia durante o referendo realizado em setembro do ano passado - no qual o "não" acabou ganhando -, disse que a data de uma nova votação depende da atual primeira-ministra escocesa, Nicola Sturgeon. /AP

Tudo o que sabemos sobre:
EscóciaReino Unidoindependência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.