Líder espiritual do Irã pede ajuda financeira à causa palestina

O líder espiritual supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, pediu aos governos e povos islâmicos que ajudem anualmente, com uma quantia em dinheiro, a causa palestina, segundo informou a mídia local. Khamenei fez essa pedido ao receber o líder do Movimento da Resistência Islâmica Hamas, Jaled Mishal, que se encontra em visita a Teerã. Segundo ele, "um respaldo financeiro voluntário anual à causa palestina ajudaria a estabelecer uma relação espiritual entre os muçulmanos e a causa palestina - que, por sua vez, trará um efeito positivo ao mundo."O religioso ressaltou a necessidade de que todos os partidos palestinos se mantenham juntos para resolver os problemas do povo. Além disso, ele destacou que "quando pareciam que todas as portas estavam fechadas ao povo e às facções armadas palestinas, o Hamas não se frustrou ou se desesperou, prosseguiu com seus esforços e até conseguiu libertar a faixa de Gaza e, em seguida, vencer as eleições palestinas". Mishal, por sua vez, disse que o êxito nas eleições não foi só do Hamas, mas de todo o povo muçulmano, e que o Irã ajudou nessa vitória. "A eleição do povo palestino (do Hamas) foi uma eleição inteligente e consciente. Os palestinos votaram a favor do Islã, da resistência, da reforma e da mudança", explicou o número um do Hamas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.