Líder iraniano aprova negociações sobre Iraque com EUA

O líder supremo do Irã, Aiatolá Ali Khomeini, disse nesta terça-feira que aprova as conversas entre oficiais americanos e iranianos sobre o Iraque, mas advertiu que os Estados Unidos não devem tentar intimidar Teerã. Foi a primeira confirmação que Khomeini é a favor das negociações. Ele detém a palavra final em todos os assuntos iranianos. O comentário veio depois da afirmação do presidente americano George W. Bush, na terça-feira, de que é a favor das conversas. Bush disse que os oficiais americanos iriam apontar "o que é certo e errado" nas atividades iranianas no Iraque. Khomeini disse que "se os oficiais iranianos podem fazer com que os americanos entendam alguns assuntos sobre o Iraque, não há problema com as negociações". Contudo, ele advertiu que se as conversas significam campo para intimidação e imposição pela parte enganosa (os americanos), então elas serão proibidas, concluiu ele, em um discurso na cidade de Mashhad, exibido pela TV estatal.

Agencia Estado,

21 Março 2006 | 18h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.