Líder líbio critica relação dos sauditas com os EUA

O líder líbio Muamar Kadafi abandonou intempestivamente a reunião inaugural da cúpula da Liga Árabe em Doha, Catar, depois de denunciar o rei saudita por suas relações com o Ocidente. Durante a reunião inaugural de hoje, Kadafi pegou o microfone e qualificou o rei Abdullah como "produto britânico e aliado dos americanos".

AE-AP, Agencia Estado

30 de março de 2009 | 09h09

As desavenças entre os dois aparentemente começaram em 2003, quando Kadafi e Abdullah tiveram uma áspera discussão durante uma reunião de cúpula realizada pouco antes da invasão do Iraque por forças estrangeiras lideradas pelos Estados Unidos em busca de armas de destruição em massa que nunca vieram a ser encontradas.

O emir do Catar, anfitrião do evento, tentou acalmar Kadafi, que a seguir desculpou-se e ofereceu-se para conversar com Abdullah. Pouco depois, Kadafi levantou-se e deixou o recinto. O líder líbio é conhecido por seu temperamento intempestivo e ainda não está claro se ele participará dos demais eventos previstos para os dois dias de cúpula.

Tudo o que sabemos sobre:
CatarLiga ÁrabeKadafi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.