Líder maoísta é eleito premiê no Nepal

A Assembléia Constituinte do Nepal elegeu ontem o ex-líder maoísta Pushpa Kamal Dahal, conhecido como Prachanda, como primeiro-ministro da recém-proclamada república. Prachanda foi comandante do Exército de Libertação Popular, que pregava a revolução comunista contra a monarquia do rei Gyanendra. O conflito matou 13 mil pessoas e arrasou a economia nepalesa. O lento processo de estabilidade começou com a assinatura de um acordo de paz, em 2006, entre o governo e a guerrilha, que pôs fim à guerra civil. As eleições realizadas em abril - que levaram à vitória dos maoístas - e a abolição da monarquia, em maio, foram passos decisivos para a consolidação do novo governo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.