KCNA/Handout via REUTERS
KCNA/Handout via REUTERS

Líder norte-coreano inspecionou bomba de hidrogênio para míssil, diz agência estatal

Ainda é dúvida se Pyongyang conseguiu miniaturizar com sucesso seu armamento nuclear e se possui uma bomba H que funciona

O Estado de S.Paulo

02 Setembro 2017 | 20h30

PYONGYANG - A agência oficial norte-coreana KCNA afirmou neste sábado, 2 (domingo no horário local) que Kim Jong-un inspecionou uma bomba de hidrogênio que pode ser carregada em um novo míssil balístico intercontinental do país. Ainda é dúvida se Pyongyang conseguiu miniaturizar com sucesso seu armamento nuclear e se possui uma bomba H que funciona, mas a KCNA citou Kim dizendo que "todos os componentes da bomba H foram 100% fabricados" pela Coreia do Norte.

Na sexta-feira, Estados Unidos e Coreia do Sul concordaram em aumentar o potencial dos mísseis de Seul dias depois de a Coreia do Norte lançar, no começo da semana, um míssil balístico que sobrevoou o Japão, anunciou a agência sul-coreana Yonhap.

Na terça-feira um míssil de médio alcance Hwasong-12 foi lançado por Pyongyang, que afirmou ter sido "um avanço" das "contramedidas" diante das manobras militares que os Exércitos americano e sul-coreano ealizavam na Coreia do Sul. 

O lançamento desse míssil ocorreu quando as forças americanas e sul-coreanas chegaram ao fim de seus 10 dias anuais de exercícios conjuntos, que Pyongyang considera preparativos para uma possível invasão. 

Durante uma conversa por telefone nesta sexta-feira, Trump e seu contraparte sul-coreano, Moon Jae-in, concordaram em aumentar a capacidade de dissuasão de Seul contra Pyongyang aumentando o potencial de seus mísseis, indicou Yonhap, citando a Presidência sul-coreana. / AFP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.