Líder norte-coreano passou por cirurgia, dizem jornais

O líder norte-coreano Kim Jong Il passou por uma cirurgia cerebral após ter sofrido um derrame no mês passado e poderia estar sofrendo com a paralisia parcial em um lado do corpo, informaram reportagens da imprensa sul-coreana hoje. O governo da Coréia do Sul afirmou ontem que Kim permanece com seu país sob controle. Médicos estrangeiros, possivelmente da China e França, realizaram a operação após Kim, de 66 anos, sofrer o derrame por volta de 15 de agosto, segundo os jornais Dong-a Ilbo e JoongAng Ilbo. A informação foi atribuída a funcionários do governo não identificados. Ainda segundo as mesmas fontes, a saúde de Kim melhorou e ele não tem problemas de fala, fenômeno comum em vítimas de derrames.A saúde de Kim pode se refletir na negociação internacional sobre o desarmamento nuclear norte-coreano. As conversas chegaram a um impasse recentemente, pois Pyongyang e Washington não concordam sobre como verificar os programas nucleares do país asiático. Além disso, o governo norte-coreano reclama da demora do governo norte-americano para retirar o país de sua lista de países promotores do terrorismo.Na noite de ontem, a presidência sul-coreana disse que, segundo informações de inteligência, Kim havia sofrido um problema circulatório não identificado. Além disso, ele estaria se recuperando bem, também segundo essa versão. As especulações sobre a saúde de Kim começaram após ele não comparecer na terça-feira a uma parada para comemorar a fundação do Estado comunista, há 60 anos. Há semanas o líder não aparecia em público. Kim está no poder desde a morte do pai, em 1994.

AE-AP, Agencia Estado

11 de setembro de 2008 | 12h41

Tudo o que sabemos sobre:
Coréia do NorteKimsaúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.