James Hill/The New York Times
James Hill/The New York Times

Líder opositor russo Alexei Navalni acusa Putin de ser responsável por envenenamento

Em entrevista à revista alemã 'Der Spiegel', Navalni disse estar disposto a voltar para a Rússia: 'não tenho medo'

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de outubro de 2020 | 04h49
Atualizado 07 de outubro de 2020 | 19h30

BERLIM - O líder opositor russo Alexei Navalni disse em entrevista à revista alemã Der Spiegel que o presidente Vladimir Putin está por trás do seu suposto envenenamento. 

Navalni foi levado da Rússia para Berlim em agosto após passar mal durante um voo doméstico. Ele recebeu tratamento em um hospital de Berlim para o que o governo alemão classificou como envenenamento por um agente neurotóxico. O opositor russo recebeu alta em 23 de setembro

"Eu afirmo que Putin está por trás do crime e não tenho nenhuma outra ideia do que aconteceu", disse Navalni à Der Spiegel, de acordo com um trecho da entrevista publicada nesta quinta-feira, 1º. 

Autoridades europeias exigiram explicações do Kremlin, que negou qualquer envolvimento no incidente e disse não ter evidências de um crime. 

"Você não sente dor, mas sabe que está morrendo", descreveu Navalni ao falar sobre o momento em que o agente tóxico começou a ter efeito. Ele disse à publicação que voltará à Rússia: "Meu dever agora é continuar corajoso. E não tenho medo!"./REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.