Líder palestino afirma disposição para negociar soldado de Israel

O líder palestino em Moscou Baker Abdel Munem afirmou estar disposto a negociar a libertação do soldado israelense Gilad Shalit, seqüestrado em junho, informou nesta quinta-feira a agência de notícias France Presse.A liberdade de Shalit seria dada em troca de 600 prisioneiros palestinos que se encontram em prisões israelenses, segundo Munem.De acordo com ele, a libertação pode acontecer "nos próximos dias". A France Presseafirma ainda que o líder palestino disse que "os acontecimentos dos dois últimos meses demonstram que as forças militares não podem resolver os problemas".As ofensivas militares entre Israel e a milícia libanesa Hezbollah começaram no dia 28 de junho, depois que dois soldados israelenses foram seqüestrados por grupos palestinos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.