Líder partidário rejeita renúncia de ministro alemão

O líder do partido conservador alemão União Social Cristã (CSU), Horst Seehofer, rejeitou o pedido de renúncia do ministro da Economia, Michael Glos, informou hoje o porta-voz do Ministério, Steffen Moritz. O pedido de renúncia havia sido entregue num momento em que o país enfrenta uma recessão e se prepara para eleições nacionais. Segundo o jornal Bild am Sonntag, Glos havia citado sua idade - ele faz 65 anos neste ano - e a necessidade de "renovação" como motivos para o pedido de renúncia. "Michael Glos tem a minha confiança", disse Seehofer segundo o porta-voz do CSU, Michael Streep.Glos esteve envolvido nos esforços da Alemanha para combater a crise econômica global. Esses esforços incluem um pacote de US$ 64 bilhões que está sendo discutido no Parlamento. Glos, um parlamentar veterano, tornou-se ministro da Economia em 2005. Seu substituto viria do partido União Social Cristã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.